4 de mai de 2009

If I fell


- Mas, como pode a gente se apaixonar assim, de supetão, por um pedacinho de sorriso miúdo brotado dos lábios de um semidesconhecido?
- Menina, tu não se apaixonou por esse rapaz, nem por nenhum outro.
- Como não? E o que é isso aqui batendo forte em mim? Me diz.
- Você se apaixonou foi por se apaixonar. Fascina-te o amor de brincadeira, essa coisa masoquista de ficar se desgastando, de gostar só por gostar. Você ama o amor, mas sequer conhece o amante. E sabe? Para com isso. Para já com isso, veste o seu sorriso mais bonito, aquele de girassol, sabe?, e vá pro mundo.
- Mas... e ele? E aquele rapaz que eu já amo? O que faço com o nosso depois?
- Esquecerá rápido, como todos os outros. Coloque logo uma pedra lisa no meio dessa história, não gaste seus sonhos, menina. Você tem o mundo todo pra você, como um jardim, esquila.
- Não, não. Não posso deixá-lo agora. A gente nem sequer compartilhou um beijo ou um sorvete de flocos.
- Menina, guarda seus beijos. Não há criminoso sem crime, nem nada que dure uma nuvem. Acredite em mim, seus beijos ficarão melhor ansiando nos seus lábios de moça. Até aprender a jogar como se deve, até ter todas as cartas a mostra na mesa. Anda, me dá a mão, tira esse bico dessa cara bonita, bota sua máscara de passarinha e me segue.
- Tá. Eu vou! Mas só se for sonhando...

8 comentários:

Maiara disse...

Que texto mais lindo!

Nana de SouZa disse...

Ainda assim, talvez pela minha excessa impulsividade, teria arriscado para ver o que dá. pera! Já arrisquei ¬¬

Ah! sabe de uma? Acho que vou voar junto com a menina passarinho =D

Cheiro

Anônimo disse...

"Tão bom morrer de amor ... e continuar vivendo."
(Mário Quintana)

Achei oportuno.Singelo e belo o texto, gostei:)

beijú;*
Paola.

HBMS disse...

o-o ela sempre me lembra o Vinicius de Moraes *-*


... adoro.

Chris Arruda disse...

Amanda O. disse...

Preciso comentar isso pessoalmente... Querida irmã, vou fazer o texto em breve! É que essa chuva...

Albert Elliot disse...

Lindo!

Love Berry disse...

"Fascina-te o amor de brincadeira, essa coisa masoquista de ficar se desgastando, de gostar só por gostar"

Isso reflete milhares de pessoas que eu conheço... ;D